Covid-19: vacinação de crianças começa na cidade do Rio marcada por emoção de famílias

Soranz vacina criança contra Covid-19
Soranz vacina criança contra Covid-19

A cidade do Rio iniciou na manhã desta segunda-feira a vacinação de crianças contra a Covid-19. Hoje é a vez das meninas de 11 anos, além dos pequenos de qualquer idade com comorbidades. Por volta de 7h30m, o prefeito Eduardo Paes e os secretários de Saúde, Daniel Soranz, e de Educação, Renan Ferreirinha, estiveram no Museu do Amanhã para presenciar a imunização das 12 primeiras crianças da cidade. A primeira foi Marion Timóteo, aluna da rede municipal e moradora do Morro da Providência. Ela se disse feliz e aliviada por ter tomado a vacina.

— Alguns parentes meus que não moram comigo pegaram (Covid), então eu estava preocupada. Sempre que saio de casa, uso máscara e álcool gel. Agora, estou me sentindo muito mais protegida do que antes. Estava um pouco nervosa, (mas a vacina) não dói, não. É só você não prestar atenção que você nem sente, é só uma picadinha — disse a menina, enquanto ostentava suas medalhas de jiu-jítsu, modalidade na qual é campeã pan-americana.

Davi Azeredo, de 7 anos, tem uma doença metabólica rara chamada acidúria glutárica tipo 1, que compromete sua parte motora. Ele foi um dos selecionados e pôde se vacinar contra a Covid-19 após dois anos recluso em casa em razão da pandemia.

— Esse momento representa a concretização de um sonho a curto prazo que o pai dele e eu estabelecemos em 2020, que era manter o Davi saudável, livre da Covid. Estou muito feliz de dar essa oportunidade para o meu filho. É como se eu estivesse dando a ele novamente a chance de uma vida feliz e tranquila. Nos isolamos porque eu me sentiria muito irresponsável se eu ocasionasse uma doença grave ao meu filho. Agora, teremos uma vida menos presa, ainda tomando cuidado, mas com uma nova oportunidade de convivência. Eu estou muito emocionada — disse a mãe, Tamara Azeredo, com os olhos marejados. Ela, que perdeu um cunhado para a Covid, estava acompanhada do pai de Davi, Paulo Silva, também muito emocionado.

O secretário de Saúde, Daniel Soranz, ressaltou que 230 postos de saúde, dez escolas e oito centros culturais estão abertos para vacinação. Espera-se que hoje recebam a primeira dose pelo menos 13 mil crianças:

— Esperamos terminar a campanha em meados de fevereiro, mas dependemos da chegada de mais doses do Ministério da Saúde. Temos capacidade de aplicar 130 mil doses por dia, mas nesse momento temos só 33 mil, o que explica nosso calendário tão espaçado. Se essas novas doses não chegarem até quarta, será necessário interromper o calendário.

Soranz afirmou que, neste domingo, o Ministério da Saúde recebeu mais doses do imunizante, sendo 33 mil destinadas para a cidade do Rio, mesma quantidade da primeira remessa, recebida na sexta-feira.

— Com o número de doses que a cidade tem hoje, nosso calendário vai até quarta-feira. Se essas novas doses chegarem a tempo, conseguimos manter o cronograma até o fim da semana — acrescentou.

Fonte: O Globo

Leia também

Skip to content